25 novembro 2007

Me negue

Me negue



Hoje acordei com os seus passos
estampados em meus pensamentos
me guiando para um passado
onde não encontrarei mais o seu alento

Ainda sinto o seus lábios
e o brilho de teu olhar
pois ainda te vejo
em todo o lugar

Esqueço que os meus olhos
não podem te negar
me iludem, me enfraquecem
me deixam perdido e a vagar

Caminho sem rumo,
sem direção ou noção
perdido em lágrimas
ouvindo apenas a voz do coração

Que no mesmo ritmo
vem a lembrar das horas
que se foram
e que nunca mais irão voltar

Lembro de seus lábios
que me saciavam a sede...
não esqueço os teus olhos
que tantas vezes me evitaram...

E das noites que passei em branco
me embriagando com o passado,
ofuscando o presente...percebendo
que o teu abraço não iria mais me acalentar

Continuo meu caminho
tentando esquecer
que o erro de te deixar
só me fez sofrer

À dor...que me brindou diversas vezes
com lágrimas cristalinas
revelo-te hoje a minha repulsa
me negue, não me faça sofrer mais

Me negue



Magno Pinheiro e Douglas Marques

3 comentários:

Juliane disse...

Meio triste esse poema de vocês... mas ta lindooo!! Vcs se entrosaram mesmo hein! To adorando essa parceria, parabéns meninos!

Beijoos!

Douglas Marques disse...

Ae brother fico muito massa este nosso poema ...

Chris disse...

Eu acabei de ver a minha história... Parabéns aos autores...essência é o nome! =)