14 outubro 2010

Vivenciar

Vivenciar


Toda vez que eu brinco com as palavras
O seu corpo me acolhe em cada linha
Desejando permanentemente interpretar
O romance imaginado, o seu profundo querer

Me fazendo desejar que cada passo seja largo,
Curto, marcando o compasso do teu passo
Em um tango enraizado na harmonia da eternidade
Dando vida às notas que o ouvido já pode sentir

Carinho enfatizado, no desejo do seu abraço
De criar um universo de afagos, no desejar...
Que essa vida seja um ciclo interminável
De idas e vindas no traçado de seus beijos...

Doces, que me fazem sonhar à distância
Magnetismo inevitável, buscam o meu solo
Em um outro lugar, além do meu imaginar
Na encontro do inevitável, realidade

Vivenciar...



Magno Pinheiro

Nenhum comentário: