25 agosto 2010

Cor de Madeira

Cor de Madeira


Saudade, de deslizar as minhas mãos
Ao longo do teu corpo, provocar gemidos
Em diferentes tons, te fazer sussurar
Te fazer gritar, comandando tua vontade

Relaxando, tensionando, buscando
Em cada volta, mexer com tudo aquilo
Que te faz vibrar, pele da cor da pele
Pele da cor de madeira

Onde reconheço o teu contorno,
Tua cintura, por onde passo
Os meus braços, sabendo te envolver
Te chamando de minha, minha pequena

E que me faz te procurar, mais,
Uma vez mais, ao te despir
Da ausência do meu toque
Que te completa...

Saudade...


Magno Pinheiro

2 comentários:

Chris disse...

Só um adjetivo: Sensualíssimo...!

Nathi disse...

otima comparaçao ! parabens querido ! =D