22 agosto 2010

Beijo

Beijo


Figura divina, de tua boca
Verte o sabor, ambrosia
Me deleito em teus lábios,
Que sede dá, que sede mata

E que de maneira sutil
Se convida, se aproxima
Cortando o silêncio
Provocando o silêncio

Manipula o meu falar
Minha língua, meu ardor
Sopra vida em meus pulmões
Respirar, ausência de fôlego

Me faz te sentir
Me provoca o sentir
Me guia pelo o que
Também desejas

O Fogo sem chamas

Beijo


Magno Pinheiro

Um comentário:

Chris disse...

um b e i j o...pra ti!

gostei tanto desse que deu vontade de beijar...=P sério, posso dizer que já está nos meus favs.