24 outubro 2008

Segundos

Segundos


O querer, o poder
Te abraçar nas nuvens com a minha alma
Que só deseja o teu enlace
Que me aperte e não me solte mais

Entrelaço versos, rimas e sons nesse apertar
E expresso palavras em harmonia e amor
Escrevo pensamentos como em um lapso de memória
Do meu interior tatuado de saudades !

Detenho-me a doces recordações
E me envolvo em súplicas de felicidade !
Sinto-me leve, me perco sanando a sensação
Sugando teu sabor sensual, em teus lábios imerso
Uso seu prazer no meu, sedento... sinto-me leve

E que tão leve, solto fico, se esse embalo me levar
À loucura, ao extremo prazer que revigora
Me incendeia, me faz invocar tua brasa
Onde a queimadura seria o prazer de te tocar

Numa lentidão impulsionante que trai seu significado
Acelerando, bem rápido, o íntimo, lascinante do coração
Numa canção de amor tocada
Pelas cordas da natureza...

Silêncio, minha voz se silencia para te ouvir,
falar de amor com gestos...

Que consomem, corroem, dilaceram...
Se no teu peito, meu alento não tocar
Tua pele, vestimenta do prazer, cor de seda
Revigoro meus sentidos, quando perto de ti venho a estar

Lembranças, fantasias!
Rostos que ficam, sorrisos que perduram;
Luzes que não extinguem, momentos, fatos...você.
Tudo passa deixando marcas profundas e indeléveis

Doces recordações ! Meu doce desejo!
Prezo o momento de aguardar
Pelo teu toque, que do torpor irá me retirar
Pelo teu doce encanto, pelo infindável amar


Magno Pinheiro & Sandra Araújo

3 comentários:

Nathi disse...

primeiro comentáriooo !!!
o poema ficou bom .. a parceria deu certo!
bjooo

kathia disse...

amei os versos:
"SUGANDO TEU SABOR SENSUAL, EM TEUS LÁBIOS IMERSO
USO SEU PRAZER NO MEU, SEDENTO... "
"QUE CONSOME, CORROE, DILACERA..."

realmente esses vessos me tocaram intensamente...

abraço para os poetas!

Henrique disse...

muito bom cara !

amei os versos[2]
"SUGANDO TEU SABOR SENSUAL, EM TEUS LÁBIOS IMERSO
USO SEU PRAZER NO MEU, SEDENTO... "
"QUE CONSOME, CORROE, DILACERA..."

continue assim para melhor =D