23 outubro 2008

O Amor é...

O Amor é...


O amor é...
Como um pedaço de sonho
Tão lúcido, tão vivo
Que chego a pensar aonde estou

Se em teus braços,
Ou nos braços do que desejo sentir,
Que vive e me ensina a viver,
Pelos teus beijos

Que unem almas,
Que nos ensina a esquecer preocupações
Que nos ensina, o que é trocar desejos
Afagos, anseios, tudo pelo teu toque

Que cobre o meu corpo de sentimentos,
Arrepio que brota do quebrar do gelo
Que existia sem a tua presença,
Hoje o calor nasceu...

E me aqueceu prontamente,
Sem que exista o medo
De me queimar pelo o que eu desejo sentir
E que tão vívido continuará a ser

Depois de te sentir, pois vivo sempre estará
Em minha memória, em meus desejos
De novamente não adormecer, o que foi despertado
Por mais que eu me esforce

Não é a ti que quero perder
Mas o desejo de ficar só,
E que ele se perca no deserto
Onde deixarei em distantes lembranças

Mas que também marcam o início,
De te ter em meus braços e abraços
Quando hoje proclamei
O que o amor é...

Sentir o que sempre sentirei por você,
O prazer de amar...


Magno Pinheiro

3 comentários:

Fafá disse...

Lindoooooooooooooooooooooooooooooooooooo!!
adoreiiiii =DDD
como sempre amo todos os teus poemas!!
hahahaha!!
pense numa fã!!!=DDD

xeruuuuuuuuuuuuuuuu (L)²

Nathi disse...

otimo poema ...como todos os outros xd
ADORO OS SEUS POEMAS !
continue inspirado e continuar escrevendo belos poemas !
bjooo

NatashaJade disse...

é o amor *---*
tudo isso e mais um pouco >_<
lindo tio :D