22 março 2007

Histórias ainda vivas

Histórias ainda vivas



Lendas sobre o que foi feito
em um passado não muito distante
teu sangue se espalhou pelo solo
e fez brotar uma rosa onde ao invés das pétalas
podia se ver um emaranhado de veias
delimitando a agressão que foi roubar a sua vida

Um dia a mais em meu jardim...

Esquecido pelo tempo se não pela rosa
o carmim que ostentava nada mais era
que o seu vistoso sangue que um dia fluiu
em veias vívidas e oscilantes que faziam
parte de sua lenda, sua história

Um rio, que cavei em algum lugar...

Enquanto cavava por lembranças
nada mais do que um rio pude encontrar
sua água era turva e sem vida e o seu tom
não me era estranho, mas sim familiar,
era o vermelho que um dia conheci
e que de minhas veias deixei escapar

Reencontrei histórias ainda vivas...

E por anos a fio, tentei reencontrar
aquele maldito dia que eu não pude evitar
a tragédia estava marcada
com data, horário e lugar
e por anos seguidos percebi,
eu não pude te evitar...

De uma doce promessa...

E se pela terra troquei o meu sangue
e se por histórias troquei promessas,
te banhei com um pedaço de minha vida
e agora vives como minha doce promessa
De um amanhã a dois
não há mais o que lamentar
viva dentro de sua morada
e abrace aquela que dentre todas
não irá te rejeitar

Um dia a mais em meu jardim...
um rio, que cavei em algum lugar...
Reencontrei histórias ainda vivas...
De uma doce promessa...
que não irá me abandonar...

Magno Pinheiro

7 comentários:

Chris disse...

Magno, notei uma 'coisa' interessante nesse teu poema...a sonoridade das estrofes! Caracas, lembrou aqueles caras que marcaram a história da literatura e da poesia...questão de sonoridade. O conteúdo é tocante, eu diria até mais "chocante", trágico, mas denotou na última estrofe, a esperança que há nos "vestígios" que guardados ou quem sabe, enterrados, servem pra relembrar...amor, saudade...momentos de felicidade, a promessa, a vida?! Cabe a cada um interpretar essa profundidade do poema. Parabéns! =***

Catharina disse...

legao meo...

achei a ultima estrofe muito linda =]

pa.: depois voce pode escreve uma redacao pra mim?E q eu nao so nem um pouco boa nisso...hauhauha brincadeira ;D

bjo \o

Fabíola disse...

HaHaHa. Demorei mais cheguei (:
Lindo poema Magno como todos os outros poemas aqui escritos por você. Bem profundo, adorei.
PARABÉNS, você é um ótimo escritor.
Beijos ;*

Kleyton !!! disse...

Já sou seu fã !!
Cada dia que passa me surpreendo cada vez mais como vc consegue ser tão cauteloso com as pessoas,sei disso pq tbm escrevo e como eu mesmo falo:
- palavras não foram feitas para ficarem presas em um pedaço de papel,solte-as !
Abraços!

Verfox disse...

cibcerteza
a melhor poesia
q vc jah fez
ta evoluindo muito
continue assim

flws..
magno cobain kk

Dinhão disse...

Fudido!!!
ta de parabens mano!!!
esse ta foda d+++



abração!

Juliane disse...

Nossa Magno eu achei esse o seu poema mais profundo e até meio complexo... Dá pra fazer varias interpretações. Gostei!!! Menino vc está se superando cada vez mais!!! Oh qdo fizer seu livro de poemas me avisa que vou comprar hein!!! =D
Beijão.