26 janeiro 2007

Enquanto abraço a noite...

Enquanto abraço a noite



Enquanto abraço a noite,
vejo que o seu olhar
resplandece o brilho das estrelas
que agora iluminam o vazio que antes
reinava por lá

Enquanto abraço a noite,
vejo que a sua boca
proclama um amor eterno
que só do seu coração
poderia emanar

Enquanto abraço a noite,
vejo que a sua pele
reflete a branda luz do luar
que revela um tom da mais alva
sutileza que os meus olhos poderiam tocar

Enquanto abraço a noite,
vejo que a sua presença
eu não posso mais negar
suspendo no céu o meu eterno e doce desejo
de me unir à aquela que entre todas as estrelas
foi a única que no meu céu
valorizou o prazer de amar.


Magno Pinheiro

7 comentários:

Juliane disse...

Que lindo Magno! Logo pensei que vc estava apaixonado... Ah achei simplesmente lindooo!!! Tomara que sempre venham inspirações "meio do nada" que nem hoje. Beijos

Nathy Nenemmm disse...

lindo....
deu até vontade de amar...

Chris disse...

Pareceu descrever um amor inantingível...ou alguém assim...que despertou um "TUDO" mas que o 'NADA' (prevaleceu) ou talvez só a vontade. Parabéns por transmitir tão bem, através de palavras, o "sentir"!

Cathy(Coco XD) disse...

muito lindo...gostei do final =D

se eu escrevesse q nem vc, talvez eu nao precisasse de prova final em portugues u_u

=P vc sabe q eu nao gosto muito de comentar coisas neh?eu nao sei o que falar(escrever)

entao...ateh o proximo poema! \o

Dinhão disse...

HAHAHAHAHAHAHAH

nem preciso fala o q parece!!!

bom texto mano abração!

Joanna disse...

Nossa magno...
lembrei de uma pessoa e até quase chorei..hehehehe
muito bonito que ficou...
beijão!

ariane disse...

magno... maravilhoso seu poema, gostei muito... mas acho q isso nao é novidade né? rsrs
bjoks