12 setembro 2008

Chaves

Chaves


Em minhas linhas, escrevo o meu sentimento
ontem guardado a sete chaves,
hoje distinto entre a vossa graça,
que passa a admirar o que se ilumina ao luar

E nelas te mostro todo o meu carinho
com as chaves ainda na porta
espero que a Lua me proteja
para que vossa graça nao os tranque novamente

E por isso te rogo, sopro palavras
por entre os meus lábios
e procuro fazer com que não se percam
e que logo te encontrem, fazendo a felicidade pairar

E que essa felicidade
venha até mim, junto aos seus lábios
e que ela permaneça até a eternidade
e que as palavras te levem o amor

Que somente eu saberei levar,
pois sou dono dos teus desejos
mais secretos desejos, que nunca foram secretos
e que no meu peito nunca deixaram de vibrar

Intensamente...

Agora és dono
dos meus sentimentos, pensamentos
meus desejos, minhas palavras
minhas chaves...

Minha alma...
Tua morada...
Minha alma...
Chaves

Magno Pinheiro e Nathalia Pinheiro

3 comentários:

Nath disse...

PER-FEI-TO !! uma excelente parceria ! ficou otemoo
bjoo

Magno Pinheiro disse...

sabe como é né...eu tenho faro p/ pessoas com talento...hehehe

Chris disse...

contraditório, interessante! divulgado e não mais guardado a sete chaves! parabéns aos autores! beijos!